Sim, as mulheres são excelentes técnicas de elevadores. E nós precisamos delas.

Como a Otis está lidando com os desafios de mão de obra, expandindo as oportunidades para TODOS

Por Dot Mynahan e Erika Goldstein, Otis (EUA).

Nos últimos anos, a Otis redesenhou uniformes profissionais e investiu em novos equipamentos de segurança – tudo para acomodar um grupo crescente de pessoas que encontram um trabalho valioso e significativo em nosso ramo: mulheres.

Por que as mulheres estão encontrando grandes oportunidades trabalhando em elevadores?

É um trabalho que:

  • É interessante e gratificante. Você mantém o mundo em movimento e bilhões de pessoas precisam de elevadores e escadas rolantes todos os dias.
  • Tem boa remuneração, mesmo quando ainda está em período de treinamento.
  • Nem sempre tem como pré-requisito um diploma universitário caro.
  • Fornece uma visão do funcionamento interno de alguns dos centros de transporte mais movimentado e dos edifícios mais altos do mundo.
  • Está sendo moldado pela tecnologia moderna. À medida que nossa indústria se transforma de mecânica para digital, também são necessárias habilidades para atender elevadores e escadas rolantes.

E você pode ver o impacto imediato do seu trabalho – ajudando as pessoas a chegar onde precisam ir, com segurança, todos os dias.
 

Chor Man Yan
Chor Man Yan

“Quando você ama seu trabalho, fica mais dedicado e disposto a aprender”, diz Chor Man Yan, uma técnica de modernização em Hong Kong que transformou sua paixão pela engenharia mecânica em uma carreira na Otis. “Cada vez que vejo clientes satisfeitos com os novos equipamentos e desfrutando de uma viagem confortável e segura, tenho a certeza de que minha profissão fez a diferença em suas vidas.”


Ainda assim, encontrar profissionais no mercado de técnicos de elevadores é desafiador em quase todas as partes do mundo. Para atender às necessidades dos clientes e passageiros, precisamos contratar as melhores pessoas do maior banco de talentos – um banco que inclui todos os gêneros.

Com o tema do Dia Internacional da Mulher deste ano para abraçar a equidade, achamos que é hora de falar sobre porque isso é tão importante e o que empresas como a Otis podem e devem fazer a respeito.

"Nós queremos mais"

Ainda é muito comum que as mulheres não sejam encorajadas ou não considerem entrar nesse segmento tradicionalmente dominado por homens. Liderada por uma CEO, a Otis está abraçando a diversidade à medida que pressionamos por mudanças em nossa organização e setor.
 

Eveline Service
  Eveline Schmid

“Muitas mulheres têm curiosidade sobre profissões técnicas, mas acabam não ousando, porque o clichê ‘tecnologia é igual a trabalho de homem' simplesmente não desaparece tão facilmente”, diz Eveline Schmid, que trabalha na Áustria como técnica elétrica e se especializou em engenharia de modernização. “Eu vivenciei isso pessoalmente quando me perguntam o que faço e respondo: 'Sou técnica em eletricidade'. Então, a reação geralmente é: 'O quê? Como? Você?'. Tenho orgulho de mostrar aos outros que existem mulheres em profissões técnicas – e queremos mais!”

O comentário de Eveline ecoa o que ouvimos na organização: é empoderador ser uma das poucas mulheres em um canteiro de obras inteiro – gerenciando um projeto complexo e tendo sucesso no que os outros pensavam ser um trabalho de homem.

Então, o que a Otis está fazendo?

Para fazer a diferença, a Otis e empresas como ela devem ouvir e apoiar as mulheres no campo, cultivar uma cultura de aliança e fazer da diversidade uma pedra angular da contratação e do treinamento.

É mais do que diversidade por si só: a diversidade é boa para os negócios. Estudos mostram que empresas com diversidade étnica e racial na gestão obtêm retornos mais altos, e equipes diversificadas são mais bem-sucedidas   e  inovadoras.

Aplique isso ao nosso negócio de serviços, que representa 80% dos lucros da Otis, e a oportunidade de negócio é real.

Em 2016, Erika foi Diretora de Operações de Campo em Cingapura e Dot foi Diretora de Operações de Campo na América Latina. Nos conhecemos em uma reunião global de segurança em Berlim e reconhecemos a oportunidade de identificar, orientar e apoiar outras mulheres em operações de campo. A empresa elevou nosso perfil e nos apoiou em mudanças grandes e pequenas. Foi assim que nasceu o grupo de recursos de funcionários FORWARD, para promover a retenção e o avanço das funcionárias nas operações de campo da Otis. E estamos orgulhosos de ter crescido para mais de 500 membros em todo o mundo, incluindo mulheres que trabalham no campo e aliados.

Agora, a Otis é líder – não apenas em nosso setor, mas também no setor de construção em geral – fornecendo uniformes e equipamentos essenciais, como luvas e cintos de segurança contra quedas, projetados especificamente para mulheres. Na América do Norte, a Otis incentiva funcionárias de campo a participarem da “Tradeswomen Build Nations”, uma conferência anual dedicada a apoiar as mulheres na construção civil. E a Otis nos apoiou na criação de uma cultura de patrocínio, orientação e aliança.

Para fazer um progresso significativo em direção às nossas metas de diversidade, o próximo passo é definir metas sérias de diversidade para programas de treinamento e aprendizagem. Um exemplo disso, no Brasil, é o programa Rota Escola, que oferece treinamento e experiência no trabalho enquanto os alunos concluem seus estudos. A maioria dos graduados recebe ofertas de emprego na Otis. O programa atingiu sua meta de paridade de gênero – 50% de mulheres – em cada um dos últimos cinco anos, construindo um fluxo de talentos importante.

Programas como o Rota Escola da Otis podem fazer um progresso significativo na diversidade de gênero nos negócios – ampliando o pool de talentos, fornecendo serviços melhores e mais qualificados aos clientes e ajudando as empresas.

OTIS Mirela Dias
  Mirela Dias


“A Otis me deu várias oportunidades de ganhar experiência e a confiança de que precisava para fazer meu trabalho”, disse Mirela Dias, que ingressou na Otis por meio do programa Rota Escola e agora trabalha como técnica de Serviços em nossa filial em São Paulo. “Sempre tive um ótimo relacionamento com os clientes, mas sei que ainda existe preconceito contra as profissionais mulheres. Meu conselho é não desistir de seus objetivos. Mostre que lugar de mulher é onde ela quiser estar."

 

 

 

Chor, Eveline, Mirela e as demais mulheres Otis da área deixam claro:
As mulheres são excelentes técnicas de elevadores. E nós precisamos delas.
 

Manisha
Manisha Chaudhary

A tecnologia avançada ajuda os técnicos de serviço a prosperar

Grande parte da minha função é visitar o campo para solução de problemas técnicos”, disse Manisha. “Às vezes você trabalha com algo mais primitivo, como um controle a relé. Mas também fico exposto à tecnologia mais recente por meio da Otis. É melhor do que eu poderia imaginar.”

Uma dessas inovações é o Otis ONE™, uma solução de IoT que conecta os elevadores de nossos clientes à nuvem para oferecer uma experiência mais perfeita aos passageiros, ajudando nossos técnicos de serviço a resolverem proativamente os problemas de desempenho. Por meio dos dados de desempenho do Otis ONE em tempo real, nossos técnicos podem saber que um elevador não está funcionando antes das pessoas no prédio ou do cliente.

E como Manisha se mantém conectada? Por meio de uma tecnologia mais comum – um smartphone e um conjunto de aplicativos. Os telefones e ferramentas e aplicativos relacionados digitalizaram muitos processos anteriores em papel e forneceram acesso a dados de produtos, histórico de manutenção e ferramentas de diagnóstico, ajudando a Manisha e outros a operarem com mais eficiência.

 


A presidente e CEO da Otis, Judy Marks, recentemente compartilhou seus pensamentos sobre diversidade em nossa empresa, incluindo oportunidades para mulheres na Otis

 

Sobre os autores
Dot

Dot Mynahan é Diretora Executivo de Operações de Campo e Segurança da Otis Americas.

ErikaGoldstien
Erika Goldstein é diretora sênior de operações de campo de novos equipamentos da Otis globalmente.

Em 2017, elas cofundaram o grupo de afinidades Otis FORWARD para funcionários, que fornece orientação e suporte para mulheres em operações de campo.

 

otis.comCarreira na Otis